Santos sobra e vence o clássico alvinegro na baixada

Clássico alvinegro com os times levando o que tinham se melhor, com um Santos novamente apostando na velocidade e o Corinthians sendo “obrigado” a ter a posse de bola. Jogo começando quente, com uma primeira etapa onde o Santos só na saiu vitorioso por ótimas defesas de Cássio em duas finalizações de Ricardo Oliveira.

Lance no primeiro tempo mostra a diferença do Corinthians do primeiro turno para o returno. Roubada de bola de Gabriel em Alisson na defesa e contra-ataque em velocidade. 4 contra 3 e Rodriguinho (novamente em má atuação) optando por uma finalização graça, sem perigo para Vanderlei.

A segunda etapa trouxe o time de Carille com a pressão dos resultados anteriores querendo ir para o ataque, mas contando com atuações fracas do meio para frente. O volante Gabriel foi quem mais apareceu com perigo, principalmente em chute de fora da área que obrigou o goleiro santista a praticar grande defesa. Jô apareceu apenas em cabeceou fraco, mas com direção que faz Vanderlei se esticar e mostrar porque é o melhor goleiro da competição.
Do lado santista é importante valorizar a ótima atuação em todos os setores. Renato e Alisson tomaram conta do meio de campo. A defesa se manteve firme com Luiz Felipe (que entrou ainda no primeiro tempo no lugar do lesionado Gustavo Henrique). Lucas Lima teve uma ótima atuação, em grande parte por sua movimentação. Não foi a toa que o meia marcou seu primeiro gol na competição em falha defensiva s Corinthians e finalização precisa de fora da área.
Mas o destaque fica para o atacante Bruno Henrique, que pelo lado esquerdo teve uma ótima atuação e deu pesadelos principalmente para Fagner, que sofreu com os dribles e a velocidade do jogador e foi o grande nome do jogo. 80% do gol deve ser creditado ao mesmo.

A vantagem deixou o jogo ainda melhor para o time de Levir. Ainda mais fechado na defesa, mas ameaçando no contragolpe em várias ocasiões, ao passo que o Corinthians voltou a tentativa inócua de cruzamentos na área, torcendo para que algo desse certo.

É verdade que Romero teve uma ótima chance também, em chute e, mas em cima do goleiro santista, mas o empate seria injusto pelo que os dois times apresentaram. O segundo gol saiu perto do do do jogo, em momento onde o time do Parque São Jorge já tinha se lançado de todas as formas em busca de seu gol (com Camacho , Claysson e Giovanni Augusto nos lugares de Gabriel, Romero e Marciel respetivamente).

A vitória dá ânimo ao Santos que tem duelo importante pela Libertadores nesta quarta, além de diminuir a vantagem para o líder (agora são 9 pontos) e já começa a incomodar o líder como um segundo postulante ao título (por conta da queda do time gaúcho, teoricamente o principal opositor).

Já para o Corinthians a terceira derrota em quatro jogos do segundo turno liga de vez o alerta. Mais uma vez o Grêmio tropeçou e a diferença se manteve em 7 pontos, mas o time hoje está pressionado e encara uma sequência complicada nas próximas semanas, onde precisará provar se o time chegou ao seu limite ou se é apenas uma má fase.

Deixe uma resposta

Copyright © All Rights Reserved · Green Hope Theme by Sivan & schiy · Proudly powered by WordPress

%d blogueiros gostam disto: