Clássico que pode decidir o título do Brasileiro de 2017

O final do Brasileirão virou uma bagunça por conta de um título considerado “decidido”9que voltou à ficar em aberto. O lado psicológico se torna mais importante do que o lado técnico e tático para o ainda líder (mas já contestado Corinthians) contra seu principal rival Palmeiras (claramente em ascensão no campeonato).

O fim de semana mostrou como o lado mental impacta ambos. O alvinegro voltou a jogar mal, perdeu suas principais qualidades e hoje se tornou um time que não impõe respeito aos seus rivais. Uma campanha de segundo turno que só não é pior que a de 2007 (ano do rebaixamento). Não fosse o primeiro turno muito acima da média, hoje o time estaria preocupado com a série B em 2018. Troca de passes, paciência, defesa sólida? Apenas uma vaga lembrança de um time que visivelmente sentiu a pressão da má fase.

Do lado do Palmeiras a clara mudança tática aliada a confiança dos jogadores. Boa parte disso na conta do técnico (por hora interino) Alberto Valentin. Duas semanas com o alviverde tirando ponto rodada após rodada, aproveitando os tropeços do rival. Mas no jogo de ontem contra o Cruzeiro o time sentiu a pressão. Poderia diminuir ainda mais a diferença para o líder, mas escapou de perder em casa para um desinteressado rival mineiro. Verdade que a diferença de pontos caiu novamente (5 pontos), mas foi um dos jogos que podem ser lembrados negativamente se o título na vier.

Agora temos uma semana de trabalho intenso para os dois clubes. Um líder com o psicológico esfacelado contra um vice ainda vivo que tem no clássico o gatilho para a reta final. O empate não muda nada para ambos. Pode ser um pouco melhor para o Corinthians por tirar mais uma rodada do calendário, mas apenas isso.
A vitória não é só importante como necessária para os dois rivais. Indo muito além dos três pontos na tabela. Ganhar o clássico representa um doping psicológico que dá o título para o vencedor. O Palmeiras ficaria ainda dois pontos atrás do rival, mas manteria a curva positiva na tabela e derrubaria por completo a confiança do seu rival, com grandes chances de demissão de Carille e colocando o alvinegro em crise.

Do outro lado, a vitória permite abrir 8 pontos de vantagem para o time que ainda sonha em ganhar o título, voltar a vencer depois de 4 tropeços seguidos, fazendo os jogadores respirarem. E o mais importante, freia a recuperação alviverde numa reta final, algo que impacta demais no aspecto mental nessa fase da competição.

A Arena Corinthians vai estar cheia. E promete pressão da torcida. Pressão que pode ser usada a favor do Palmeiras ou combustível para o Corinthians. Promessa de um clássico muito pegado , com marcação forte e onde o juiz que for escalado terá uma jornada complicada para segurar os ânimos em campo, podendo ser figura importante nesse clássico..

Deixe uma resposta

Copyright © All Rights Reserved · Green Hope Theme by Sivan & schiy · Proudly powered by WordPress

%d blogueiros gostam disto: