Expectativas ruins para 2018

O intervalo entre o fim e início de temporada sempre foi um prato cheio para as especulações em relação às mudanças nos elencos dos clubes brasileiros. Quem sai? Quem fica? Quem pode vir? Os jornais e programas esportivos tinham um cardápio vasto para abordar.

Mas este último intervalo foi pobre. Igual às finanças de muitos times por aqui. Poucas saídas (mas levando em conta que a janela para o exterior acabou de abrir), o que mais me surpreende é a diminuição que tivemos em relação tanto a contratações como as especulações. Poucos reforços contratados e uma queda até nas especulações de jogadores que poderiam reforçar os times. Nenhum jogador de peso nem mesmo para “vender manchete”. O foco foi em nomes de veteranos e temos apenas indecisões sobre o técnico Rueda, uma possível volta de Adriano (o “Imperador”) e o nome de maior “cotação” no mercado é Gustavo Scarpa, um meia de qualidade, mas que em outras temporadas seria “apenas” um nome bom para reforçar o elenco, sem o status de contratação de peso que hoje ele possui pela falta de opções no mercado.

Preocupa o que pode esperar para este ano, principalmente ao pensar que nesta temporada teremos o menor tempo de pré-temporada por conta dos estaduais e levando em conta também a quantidade de competições que alguns clubes irão disputar com datas próximas que com certeza vão prejudicar quem não conseguir ter um elenco equilibrado. E neste ano a Copa do Mundo nem deve ser considerada como um fator de impacto. Basta pensar que poucos clubes no Brasil hoje possuem jogadores que são cotados para a Copa na Rússia.

O foco natural recai para os times que vão disputar a Libertadores, por mais que a Copa do Brasil deste ano tenha um atrativo financeiro importante pelo aumento da premiação. Acho difícil que o Corinthians repita a campanha surpreendente do ano passado, salvo alguma loucura financeira caso Andrés assuma a presidência e invista em reforços para um time forte que force Carille a apostar em uma das competições. Mesmo com aporte financeiro , duvido que o alvinegro paulista consiga ter um elenco para disputar mais de uma competição em alto nível. Situação parecida com a do Santos, que sofre com problemas financeiros, tendo inclusive passado por dificuldades para fechar a rescisão do contrato de Jair Ventura. Com estas indefinições e com um elenco que sofreu desfalques, acho que o ex-técnico do Botafogo deverá ter trabalho. Caso não apareça nenhuma nova joia na Vila Belmiro, os torcedores santistas podem esperar um ano complicado principalmente por conta da saída de jogadores importantes, como Ricardo Oliveira, Lucas Lima e Zeca. Os nomes cotados para o ataque não me parecem suficientes para colocar o time em outro patamar (Barcos, Robinho e Gabigol).

Palmeiras , Cruzeiro e Flamengo, de formas distintas, são os clubes que merecem ser acompanhados com atenção, cada um a sua forma. Roger chega no Palmeiras pressionado, precisando mostrar trabalho em um time que investiu pesado no ano passado e que nesta temporada investiu pontualmente , com um valor menor, mas que ainda o destaca como time com potencial para contratações. Não ter conquistas em 2018 será motivo de pressão, tanto interna como externa. Torcida e Crefisa não devem aceitar mais uma temporada sem nenhuma conquista. Arrisco dizer que nem mesmo um possível estadual seja suficiente. A torcida deverá pressionar por sucesso na Libertadores ou uma das competições nacionais (Brasileiro ou Copa do Brasil). O Flamengo começa a temporada com a indecisão sobre Rueda, que ao que parece deve realmente sair e ir para a seleção chilena. Esta situação atrapalha em termos de reforços, principalmente no ataque, onde a suspensão de Guerrero deixa a direção em dúvida se aposta em Vizeu como “homem gol” para a temporada ou se procura algum centroavante no mercado. Independente do técnico, é outro clube de peso que será pressionado para conquistar título neste ano. E também será “exigido” para ter sucesso na Libertadores ou em uma das competições nacionais.

Por conta disso e pelos reforços pontuais contratados, acredito que o Cruzeiro seja o time que pelo menos no papel me parece mais preparado para conquistas neste ano. Ter mantido Mano Menezes e seu elenco podem ser diferenciais importantes para o time, mesmo que a contratação de Fred possa ser arriscada e mudar a forma do time jogar. Mas mantendo os seus principais nomes do elenco, me parece difícil não apostar as fichas para que o Cruzeiro entre como favorito nas competições deste ano. Ótimo para a torcida celeste e péssimo para os rivais atleticanos.

Deixe uma resposta

Copyright © All Rights Reserved · Green Hope Theme by Sivan & schiy · Proudly powered by WordPress

%d blogueiros gostam disto: