O impacto do veto ao VAR

Mais uma vez os clubes perderam oportunidade de fazer algo em prol do futebol brasileiro ao vetarem o árbitro de vídeo para o campeonato brasileiro deste ano. A CBF , que não tem nada de boba, alegou altos custos (isso de uma entidade que deveria servir para servir os clubes e que conta com patrocínios milionários) e informou que para a implementação ocorrer, cada clube da Série A deveria arcar com R$1 milhão. O valor não é baixo, mas os clubes grandes poderiam arcar tranquilamente.

Sou daqueles que defendem com veemência o uso da tecnologia no futebol. Temos tantos recursos a disposição no mundo de hoje, por que não usar para melhorar o futebol e principalmente evitar erros de arbitragem, tornando as decisões mais precisas?

O VAR não iria resolver os erros de uma hora para outra. Mas seria evidente o ganho técnico para todos. Infelizmente, o futebol reflete o Brasil de hoje, onde muitos valorizam apenas o “eu”. Onde é difícil pensar e agir em algo que beneficiaria a todos. Óbvio que essa decisão foi cômoda para os envolvidos. Todos lavando as mãos e dando desculpas esfarrapadas ao invés de agir em algo prático.

Confesso que estou ansioso para ver um dos clubes que foram contra reclamarem de terem sido prejudicados pela arbitragem. E gostaria de ver algum jornalista ter coragem de colocar um destes dirigentes na parede quando isso acontecer.

Clubes que foram a favor: – Palmeiras / Chapecoense / Bahia / Grêmio / Internacional / Flamengo / Botafogo
Clubes que foram contra: – Corinthians / Santos / Cruzeiro / Vasco / Atlético-MG / Atlético-PR / Fluminense / Sport / Vitória / América-MG / Ceará / Paraná.

Deixe uma resposta

Copyright © All Rights Reserved · Green Hope Theme by Sivan & schiy · Proudly powered by WordPress

%d blogueiros gostam disto: