No sofrimento e na emoção, deu Corinthians

Mais de 43 mil pessoas lotaram a Arena Corinthians, acreditando na virada frente o São Paulo. Os retornos de Fagner, Rodriguinho e Clayson qualificavam o time em comparação com a escalação do domingo passado. Mas em campo o que se via era um tricolor muito bem armado, com marcação forte e precisa, sem dar espaços para avanços alvinegros. Apenas o atacante conseguia oferecer algum perigo.

Sheik perdeu uma chance daquelas que custam uma classificação. Sozinho na área, isolou a bola depois de linda jogada de Fagner. Do outro lado, a correta cerado São Paulo (deixando o relógio correr) mostrava resultado e o time poderia ter garantido o resultado , se não fosse as intervenções de Cássio, em dividida com Trellez e defesa em chute cruzado de Militão.

Na segunda etapa , o Corinthians começou melhor, rodando a bola, mas sem furar o bloqueio de Aguirre, ao passo que o São Paulo tinha nas mãos a chance de matar o jogo em um contra ataque. Carille dessa vez não demorou a mexer no time. Colocou Pedrinho no lugar de Gabriel, abrindo o time corretamente e dando um gás ao time. Depois, precisou tirar Fagner (cansaço) e Sheik, para as entradas de Mantuan e Danilo.

O gol não vinha. Festival de cruzamentos e São Paulo abdicando do jogo. Diego Souza teve chance de matar o jogo, mas preferiu puxar o lance para a lateral, ao invés de finalizar.

Nos acréscimos, aos 47 minutos, uma falha coletiva em cobrança de escanteio achou Rodriguinho livre para marcar o improvável gol. Correria nos minutos finais, mas decisão nas penalidades. Diego Souza começou perdendo, mas Rodriguinho também não conseguiu converter sua cobrança. Coube então a Cássio o protagonismo e contar com a sorte ao defender o chute do jovem Liziero, que ainda bateu na trave.

Classificação sofrida, no estilo corinthiano, que agora se foca em recuperar seus jogadores para o dérbi no próximo sábado, pelo primeiro jogo da final. Já o São Paulo sofre com a eliminação, mas abre uma perspectiva boa para o resto da temporada. O time teve duas atuações sólidas nas semifinais e poderia ter tido melhor sorte.

Deixe uma resposta

Copyright © All Rights Reserved · Green Hope Theme by Sivan & schiy · Proudly powered by WordPress

%d blogueiros gostam disto: