Loss chegou ao seu limite. Direção deveria demitir o treinador

Nos dias de hoje, a tendência é sermos imediatistas. Analisar jogadores e treinadores com base em poucos jogos . Bastam uma semana para definição de “deuses” e “imprestáveis”. No caso de técnicos, acredito que é necessário tempo para que um trabalho seja implementado. Para que ele possa testar alternativas táticas, ter chance de apostar e errar em suas escolhas.

Por conta disso e pela falta de opções no mercado, entendi a manutenção de Osmar Loss no comando do Corinthians na parada da Copa. Mas apesar de vitórias, não foi possível notar melhoria no tempo que ele teve com o time. Se não fosse por grandes atuações de Cássio e Walter, o time não teria conquistado as vitórias do Brasileirão, se classificado para a semifinal da Copa do Brasil e não estaria vivo na Libertadores. O elenco está longe de ser dos melhores, isso é fato. Mas também é fato que perdeu a solidez defensiva, conta com um ataque inofensivo e não mostra melhoras. Os jogos contra Chapecoense , Grêmio e Fluminense evidenciam isso.

Se o foco é na Copa do Brasil, acredito que a diretoria deveria demitir o treinador o quanto antes. Mesmo sabendo que as opções são limitadas, omitir-se não é a melhor decisão. Se o time não melhorou de junho até perto do fim de agosto, acho que manter Loss é dar adeus a chance de qualquer título e até começar a ter sérias preocupações com rebaixamento.

Minha opinião seria de demissão nesta quarta, trazer algum nome do mercado para um choque de realidade, apostar no “fator novo” para o jogo de volta contra o Colo-Colo e pelo menos duas semanas de trabalho para preparar o time para os jogos contra o Flamengo pela Copa do Brasil.

Deixe uma resposta

Copyright © All Rights Reserved · Green Hope Theme by Sivan & schiy · Proudly powered by WordPress

%d blogueiros gostam disto: