O HERÓI DA VÁRZEA

Breadcrumb Navigation

Herói ou louco, eis a questão?

Como podemos definir o árbitro que apita futebol não profissional, o chamado futebol de várzea. Que adjetivo é mais apropriado. Herói! ou simplesmente louco!

Eles geralmente deixam o aconchego de seus lares, nos domingos, antes dos primeiros raios de sol, mal tomam o café da manhã e já correm para não perder a primeira condução, e tudo isso para chegar sempre no horário, antes das equipes, nos campos de futebol espalhados por este Brasil à fora.

São pessoas simples, porém dedicadas. Depois de vestirem a surrada roupa de árbitro e calçarem o velho par de chuteiras, digo de passagem, muito bem engraxadas, lá vão eles pra enfrentarem as mais diversas situações que uma partida de futebol pode proporcionar.

Uma boa parte destes “homens de preto” se quer concluíram o ensino básico ou até mesmo nem possui um diploma de curso de arbitragem de futebol. Apitam de coração. Com a coragem. Com a educação recebida dos pais, educação esta que resume à honestidade e ao respeito ao próximo. Do princípio de nunca prejudicar ou cometer injustiça.

São eles, sempre presentes nos campos de grama ou sem, de terra batida ou esburacado, com ou sem alambrados, com pequenos balaústres ou uma simples corda para separar a torcida enlouquecida querendo sempre o seu “couro”.

Campos estes localizados nas periferias das grandes cidades, em lugares em que até mesmo a polícia pensaria duas ou mais vezes antes de visita-los.

São estes árbitros que farão nas mentes dos futebolistas de fins de semana a alegria ou a tristeza. Pois a vitória veio apesar deles. E a derrota veio por causa deles.

Pessoas humildes, seres humanos, porém são árbitros de futebol. Verdadeiros heróis dos campos de futebol da várzea.
[photopress:valter1.jpg,full,centered]

4 Replies to “O HERÓI DA VÁRZEA

  1. salve a todos amantes do futebol de Varsea.

    esses guerreiros são Verdadeiros Herois, porem loucos.
    mas respeito é pra quem tem. e todos arbitros de varsea, pelo menos os bons tem respeito.

  2. Prezado Colega: Fiquei maravilhado pela simplicidade com que relatastes parte da importante e crucial vida do árbitro de futebol de varzea . Sou professor de educação fisica com duas especializaço~es (ed. Psicomotoara e ed. inclusiva ) e, nos ultimos cinco anos tenho seguido na linha de arbitro, já realizei alguns cursos na area , e me considero um estudioso do futebol da varzea e toda sua complexidade, tenho dois livros publicados (que se tiveres interesse te envio via caixa postal), mas o que realmente gostaria de dizer é que na minha opinião o mais triste no futebol da varzea são ao meu ver duas situaço~es : a primeira nas pessoas que vão a campo para desforra de brigas pessoais que se utilizam do momento para sacar armas de fogo afstando por completo muitas familias que tem no final de semana seu lazer e por ultimo as agressoes a arbitro que do ponto de vista do arbitro é uma grande humilhação e exclusão do cotidiano esportivo e social ao qual ele está inserido .

  3. Estou te enviando no dia de hoje -segunda feira 28/01 minhas singelas mais importantes bibliografias sobre o tema . Espero que gostes. Sujeito a comentarios , criticas e demais contribuiçoes. Acredito que até o final deste semana estara chegando em sua residencia. um forte abraço. GIOVANI

  4. Estou te enviando o material que me solicitaste, espero que gostes, esta indo via caixa posta. esta como todo trabalho , sujeito a criticas, elogios e demais contribuiço~es que julgae necessario. Um Forte abraço . GIOVANI TURELLA .

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
>