De quem é a culpa da má fase do São Paulo?

Depois de mais uma derrota no campeonato brasileiro, os torcedores do tricolor devem ficar preocupados com o futuro do seu clube na competição por conta do que o time (não) vem apresentado na competição e principalmente pela falta de padrão no primeiro semestre e sem perspectivas de mudanças a curto prazo. Com tudo isso, fica a pergunta de quem é o maior culpado nessa má fase.

Culpa dos jogadores? A má fase de alguns jogadores do elenco é um ponto de destaque, principalmente por nomes de quem se esperava muito (Sidão, Maicon e Cueva), com o primeiro sem conseguir as atuações esperadas em sua chegada, enquanto que os outros dois tiveram uma queda de rendimento ao longo da temporada.

Culpa da diretoria? Problemas financeiros fazem parte da realidade de quase todos os clubes brasileiros e com o São Paulo não é diferente. A saída de jovens promissores no começo do ano foi quase que inevitável e a diretoria tentou investir em jogadores para qualificar o elenco. Pratto foi uma compra alta e que vem fazendo sua parte em campo. Contratação acertada e que está dando certo. Mas o problema é a falta de outros jogadores para dividir a responsabilidade com ele. Somado a isso, devemos ter um novo impacto no elenco com a janela de meio do ano que deve tirar do time Maicon, Rodrigo Caio e pode também ter as saídas de Junior Tavares e Thiago Mendes, deixando o time desmontado.

Culpa do treinador? Ceni é um treinador novo e que só está empregado por conta da sua idolatria. Afirmamos que um técnico deve ter tempo para montar o time e implementar sua filosofia, mas com 6 meses já era esperado que o time tivesse um mínimo de padrão tático, um esquema de jogo definido, principalmente para identificar possíveis pontos fracos e atuar nos mesmos, se necessário com compra de jogadores no mercado. Isto impacta diretamente no planejamento da temporada e isso fica claro quando olhamos para a defesa tricolor. No começo da temporada Rogério pontuava sobre o excesso de zagueiros. Agora, com a situação indefinida de Lugano (treinador deseja que ele renove, mas não coloca em campo), as prováveis saídas de Rodrigo Caio e Maicon, Breno emprestado, Lyanco vendido e Lucão sem condições de jogar pelo time depois de mais uma falha e exposição pública, deixam o time sem opções para a zaga e tendo que olhar para o mercado para reformular o elenco e torcer para acertar nas contratações.

É importante afirmar que se não fosse a idolatria de Ceni, ele já teria sido demitido do clube. Outro treinador na mesma situação já estaria desempregado nesta altura do campeonato.

A falta de tato do treinador na situação do zagueiro Lucão, expondo o jogador para a mídia deve fazer com que o mesmo perca o elenco e caso não consiga resultados em curtíssimo prazo, devemos ter o mesmo com sua carreira como treinador são paulino abreviada.

Deixe uma resposta

Copyright © All Rights Reserved · Green Hope Theme by Sivan & schiy · Proudly powered by WordPress

%d blogueiros gostam disto: